segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Homenagem ao meu pai


Este dia é dedicado ao meu pai-guerreiro, que nasceu em uma pequena cidade, chamada Ipu, no interior do Ceará e saiu de lá para desbravar esse mundo afora na Marinha do Brasil. A imagem acima também é em homenagem ao meu pai, que adora essas igrejinhas que dizem ser a casa do Senhor, para enganar o pobre fiel.

PAI, PARABÉNS PELOS SEUS "69" ANOS!!!!!!



Agora uma piadinha de cearense:

Um cearense estava no Rio de Janeiro andando na praia, pés descalços, sem camisa, aquele calção leve e sem cueca. Os cariocas ao redor dele davam risadinhas e contavam piadas de nordestinos. Então o cearense olhou para o mar e não se agüentou, correu a toda velocidade e deu um mergulho. Quando saiu, o calção de tecido fino, estava transparente e grudado na pele. Todos na praia estavam olhando pro tamanho da manguaça que o cearense tinha. O bicho ia até pertinho do joelho. Os cariocas nunca tinham visto coisa igual. As mulheres com um sorriso, os homens roxos de inveja, todos só tinham olhos pro bichinho. O cearense então percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:
- O que foi, hein? Vão dizer que aqui, quando vocês entram na água fria, o pinto de vocês também não encolhe?!?!?!

2 comentários: